Como treinar um cachorro para não perseguir gatos



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Os cães são animais predadores e perseguem instintivamente pequenos animais, incluindo gatos. Ensine seu cão a não perseguir seus gatos para um lar seguro e harmonioso.

Passo 1

Apresente seu cão aos gatos desde muito jovem. Filhotes com menos de 12 semanas de idade são mais propensos a aceitar animais menores como parte de sua família, o que os torna menos propensos a perseguir gatos.

Passo 2

Deixe o cão sair e encoraje-o a liberar o excesso de energia antes da apresentação. Leve-o para uma longa caminhada ou jogue um brinquedo para ele por pelo menos 15 minutos. Deixe-o correr e brincar até parecer cansado e querer entrar em casa.

Etapa 3

Confine o cão em um quarto seguro. Feche a porta com um portão para bebês e faça o cachorro sentar do seu lado do portão. Recompense o cão com uma guloseima e diga-lhe para ficar.

Passo 4

Traga o gato para a sala e permita que ele se aproxime do portão. Jogue uma guloseima para o gato quando ele se aproximar do portão para mostrar que o cão é uma adição positiva ao seu ambiente. Se o cão reagir de forma inadequada, distraia-o pedindo-lhe que se sente. Repita esse processo algumas vezes ao dia até que o gato e o cachorro estejam confortáveis ​​em seus respectivos lados do portão.

Etapa 5

Ponha o cachorro na coleira e remova o portão. Diga ao cachorro para sentar e chame seu gato para a sala. Mantenha o cão sob controle enquanto o gato se aproxima e deixe-o chegar o mais perto que ele quiser. Se o cão tentar perseguir ou assediar o gato, redirecione a atenção dele para você com uma guloseima e recompense-o quando ele ignorar o gato. Continue esta introdução na coleira até que o cão e o gato não demonstrem interesse um pelo outro.

Etapa 6

Solte o cachorro e deixe os animais explorarem uns aos outros em seus próprios termos. O gato pode dar um tapa no cachorro, mas isso é um impedimento natural e diz ao cachorro que ele está chegando perto demais. Se algum dos animais mostrar qualquer sinal de agressão, coloque o cão de volta na coleira até que os dois estejam completamente confortáveis.

Referências

Pontas

  • Separe os animais ao sair de casa. Mesmo que o cão e o gato se dêem bem na sua presença, a separação evita ferimentos indesejados.

Avisos

  • Nunca puna seus animais durante uma apresentação. Se você usar a punição, os animais verão a situação como uma experiência negativa e podem nunca se aceitar.

Assista o vídeo: Como adaptar cachorro e gato? feat Luiza Cervenka


Artigo Anterior

Histopatologia em Cães

Próximo Artigo

Dicas para adotar gatinhos recém-nascidos